sexta-feira, 15 de maio de 2009

Eu que te queria ao meu lado construindo vida. Eu que tantos planos fiz por nós dois. Que tanto inverno transformei em verão. Só queria estar triste pelo que deixamos de ser. Não fomos nós o tempo todo, fomos laços entrelaçados em defeitos, sintonias, ciúmes e vez’enquando alegrias. Eu que deveria estar triste
Pelo final que - tão depois de ter acabado – chegou. Eu que nesse frio deveria estar
almejando seus abraços quentes...

Estou escrevendo tristes coisas, quando estou sutilmente feliz.
Inspiração não veio me encontrar. Ficção faz parte do nosso teatro
de banalizar sentimentos e transformá-los.

(Hoje está tão frio e eu estou tão sorridente).
JayC

2 comentários:

ma! =) disse...

ah, mas que bom que você está feliz.
e por aqui também está bem frio, adoro.

Karine Rosa. disse...

Jay, liindo texto! Profundo, me tocou de verdade. Aqui o frio está chegando também e é bom estar sorridente mesmo assim.

Beijos.