sexta-feira, 5 de junho de 2009

AMOR


Tantos textos podem ser escrito de várias maneiras pra falar da mesma palavra. Amor, isso que as pessoas buscam incansavelmente sentir. E nem sempre sabemos lidar com tal sentimento. Complicado e egoísta. Lendo há um tempo meu “pão diário” encontrei alguns significados que passavam despercebidos sobre esse tal amor.

“Storge é usada para falar sobre o amor entre família. Fileo expressa o amor recíproco entre amigos. Outro termo muito usado, que não se encontra no Novo Testamento, é Eros. Erotismo vem dessa palavra. Ela tinha, entretanto, um sentido mais amplo. Era o sentimento de se ‘ter aquilo que não tem’. Para que existisse amor Eros, era necessário que a pessoa despertasse a sensibilidade da outra.”

E esse amor Eros, por ser sentimento entre homem-mulher é o mais conhecido, o que as pessoas reverenciam. Buscam. E também o que machuca, magoa. O que desperta ira, sentimento de culpa, egoísmo, possessividade.

As pessoas fizeram desse amor, clichê. Falam que amam da boca pra fora. Sente necessidade de estar amando alguém e fazer esse alguém amar também. Precisam seduzir. Precisam se sentir donos uma das outras. Forçam o amor. Forçam o desejo. Forçam a reciprocidade. E depois, não sabem por que tal sentimento acaba. Por que pessoas se desgastam e se cansam, deixam de amar. E vão trocando os personagens dessa estória, desse teatro banal que as pessoas criam em busca de serem amadas por quem amam.

Enquanto existe um amor incondicional, aonde os amados são livres. Não depende de resposta. Esse amor é o amor Ágape, à maneira que Deus nos amou. Despertando esse amor, não existe espera do próximo, não existe espera de troca, de sedução. Existe o amor. Puro. Sincero. Amando as pessoas do jeito que elas são livres e com suas escolhas. “Ele parte da pessoa que ama e não está necessariamente esperando uma resposta. O amor simplesmente existe. A pessoa que tem o amor ágape toma a decisão de pensar amorosamente na direção do outro, sem esperar que haja resposta.” Mesmo que houver rejeição, o que se dá não precisa receber em troca. Não exige do próximo quando é feito por você e apenas por você.

Lendo alguns textos por aí encontrei “Em um mundo de amor tesão, paixão, toma lá, dá cá, onde cabe o amor incondicional?” Cabe no amor que você escolhe ter dentro de você, nunca somos mais quando nos doamos sem receber alguma coisa, no entanto somos recompensados de alguma maneira por isso. Todos somos capazes de despertar o amor ágape dentro de nós, é uma questão de saber e querer. Muitos que não lêem a Bíblia conhecem I Coríntios 13 onde Paulo descreve o amor, mas nem todos sabem que amor é esse.
Quando pensamos em Deus, sabemos quem ele foi e quem ele é. Como ele cuida de nós apesar de nem sempre nos colocarmos diante dele. Ele nos ama com o amor ágape. E não há outro amor sincero e puro como esse.

“... tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta...”

4 comentários:

Karine Rosa. disse...

Em temos em que "eu te amo" tornou-se praticamente "bom dia", mais pessoas que prezassem o amor ágape seria bom. O dar sem receber algo em troca, o amar incondicionalmente. Com certeza, o mundo seria muito melhor.

ma! =) disse...

Que texto envolvente, muito bom!

Acredito que as pessoas tentam ter em sí esse Amor Ágape, mas acabam por sentir o Amor Eros.

Rafa Pestille disse...

Um dia talvez, eu creio!

;D

Lorena disse...

Eu acredito no amor de manhã cedo, sou otimista, mas no finalzinho do dia eu já estou desacreditando.