domingo, 26 de dezembro de 2010

SEM CLICHÊS

É engraçado como no Natal todos ficam mais amigáveis, mais amável, interessante. Se ganha presente daqui, dá outro ali. As pessoas vivem no espírito de paz, harmonia. E outro ano chegando perto, e todos esperando sempre mais, felizes. Alguns até se lembram o motivo maior do Natal, do aniversariante. Faz uma festa bonita, uma ceia gostosa. Ninguém come peru o ano inteiro, ninguém come panetone o ano inteiro e ninguém dá presente o ano inteiro. Deixa-se sempre pro Natal. Mas onde ficam depois todos esses sentimentos festivos e felizes? Não passam de momentos. E todos sempre esperam mais. Mais das pessoas que amamos, mais dos amigos que respeitamos, mais daqueles distantes, até dos desconhecidos que conhecemos na fila do banco, supermercado, das lojas. E é incrível como as pessoas se emocionam em um especial de televisão, um show de Roberto Carlos que todos acham rei e de rei não tem nem a voz (opinião minha e pessoal). E o aniversariante, quem é que sabe? Que é que se lembra? Quem agradece a Ele, exclusivamente, pelo Natal que se não fosse por Ele ninguém comemorava? não existiria...

Natal é uma festa alegre, cheia de luz, brilho, cheia de marketing, roupas vermelhas, comida e bebidas. E ainda há pessoas que não conhecem tudo isso, não vivem, não tem oportunidades. É por isso que eu venho aqui, não pra desejar feliz natal, clichês de todos os anos que entram e saem, não venho aqui desejar amor. Venho pedir, singelas considerações e uma oração por todas as pessoas que passaram por mais esse natal de 2010 sem uma ceia, ou um prato de comida, que estas, não se tornam pessoas piores e revoltadas no ano que se aproxima, que o aniversariante do dia 25 conforte cada coração e visite cada família, levando paciência, sabedoria e amor durante o ano inteiro de 2011 para que no próximo natal eles possam ter, não uma roupa vermelha, uma árvore de natal cheia de luz, nem um presente material, mas uma ceia, um prato de comida limpa e um coração tranquilo de que foi um ano de realizações.

Nenhum comentário: