quarta-feira, 8 de julho de 2009

NAMORANDINHO


É estranho quando duas pessoas resolvem ter um relacionamento. Desperta uma bateria de sentimentos. Você sorri por qualquer coisa, acha graça na piada mais idiota que você nem entendeu. Namoro é uma coisa estranha. Ora contos de fada ora filme de guerra.

No começo são tudo flores, você se apaixona a cada dia (nos quatro primeiros meses) você fica ansiosa esperando o individuo ligar ou mandar sms ou aparecer de surpresa na sua casa. Você fica nervosa com o primeiro presente que tem que dar. Você quer fazer programa de casal - ir ao cinema, tomar sorvete, ir ao parque, sair pra comer - por que nesses lugares só namorando.

Deita a cabeça pra dormir e os coraçãozinhos brilham no teto. Com tanta coisa linda o sentimento vai crescendo e se acomodando. Aliás, você se acomoda. O namoro acomoda. Você começa a amar. E a guerra começa acontecer. Mas não estou aqui para escrever um texto contra namoro, triste ou seja la o que for realidade. Quero ir até o fim no conto de fada.

Não tem nada melhor do que fazer manha, ser mimada, ser paparicada por quem a gente gosta. Você acorda e lembra que tem alguém que te ama, e olha que coincidência, alguém que você ama também. Você descobre que pode estar um tempo lindo de sol e passarinhos cantando, como pode estar um tempo frio com chuva que você tem alguém pra dividir as maravilhas da vida.

Você pensa que namora um robozinho que não acorda com rosto inchado, que não tem pelo, que o cabelo não fica despontado. E você descobre que seu amor também acorda de mau-humor, também acorda com mau-hálito, também solta pum e faz cocô. No entanto isso passa abatido, por que o que você sente é maior que tudo isso.

Você não vive um conto de fada como esses que passam pela nossa infância e a gente sonha com o príncipe encantado, mas você descobre que pode ser feliz com quem se ama aceitando as diferenças, amadurecendo o relacionamento, tendo acima de tudo companheirismo e não apenas se somando, mas multiplicando-se.

[JayC]

3 comentários:

Lau disse...

Aaahh.. o amor! s2 Adorei o texto Mih! beijos

A Menina e o Blog disse...

encantada com as suas palavras!

bjos

Fê Marinho disse...

Falou e disse: relacionamentos servem para nos fazer multiplicar, em nós mesmos, e nos outros.


Beijos!