quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

PERTO DE DEUS


"Estou perto dele porque caminhei um pouco mais, ou muito mais. Passo a passo e através daquilo que estava torto ( bastante torto). Perto, porque passei muito tempo vivendo como se ela, a vida, se resume as minhas afeições humanas, ao meu quadrado ( não é essa a moda? ) ou as filas que andam interminavelmente.O material e o interesse meramente humano- Perto de Deus isso tão pequeno! Perto de Deus até o mundo que a gente abraça e tantas vezes esmaga, é absurdamente pequeno.Basta um passo, basta sair de si mesmo e perceber o que acontece. A vida e o que se espera dela, perde o sentido quando estamos longe. Então eu descubro que a melhor coisa que há em mim não é o amor. Deus é a melhor coisa que há em mim e certamente é a melhor coisa que há em você ( ainda que você não tenha descoberto , nem jamais o faça ). Porque Deus é esse amor que a gente passa a vida inteira procurando, e perdido se entrega equivocadamente aos demais.Quer ser justo? Chegue mais perto.Quer fazer a escolha certa? Chegue mais perto. Quer entender porque tudo a sua volta parece não ter sentido? Chegue mais perto. Quer a felicidade de amores que não sejam o amor de Deus? Chegue muito perto. Tenho aprendido imensamente sobre essa questão do significado. Que Deus é o seu? Não consigo acreditar em algo além do que diz o meu coração, único, envolvido em histórias que só a mim pertencem, envolvido em meus tesouros, meus segredos, meus vazios ou meus medos. Sabe o que meu coração diz agora? O meu Deus é único também. Posso amá-lo e imaginá-lo a meu modo tendo a certeza que é assim também com o Deus em que você acredita. Nunca melhor, nem pior, porque o importante é a força com a qual somos atingidos através da nossa fé, das nossa crenças, daquilo que nos garante seguir adiante ou recomeçar quando preciso. Nada nos atinge perto de Deus. A tristeza há de passar, a dor há de passar. Não há um só medo que me mantenha tanto tempo presa, não há um vazio que eu não possa preencher, não há um inimigo que eu não possa derrotar e não há lugares de onde eu não possa voltar. Sabe quando se demora para perdoar ou buscar o perdão? Quando estamos longe. Sabe quando é difícil compreendermos que somos diferentes dos outros? Quando estamos longe. Sabe quando a gente perde ? Quando estamos muito longe. A grande descoberta é a de que o caminho mais curto para encontrar o príncipe encantado , para me cercar de bons e fiéis amigos, para eternizar o amor invencível de mãe , para ser uma pessoa melhor ou para tornar possível o impossível, passa sempre perto de Deus." [Fabianaborges.com]

Um comentário:

Luana disse...

que lindo, isso