domingo, 22 de fevereiro de 2009

blogueira...

Minha história com Blog é muito antiga, do tempo em que surgiu. Já tive vários. Fazia dos meus blogs meus diários virtuais. Foi um tempo maravilhoso, onde expressava sem medo, sem rejeição o que sentia o que queria e o que fazia. Tornei-me amiga de infância de várias pessoas que também faziam parte desse mundo virtual. Correspondíamos-nos até mesmo por carta, tornando a amizade mais firme. Tenho orgulho disso ter acontecido em minha vida, de amizade virtual passou a ser pessoal! Embora a distância seja grande, eu sei que elas estão lá para todas as horas, assim como também estou aqui. Eu nunca consegui me ‘desligar’ de blog, já fiz e refiz alguns outros, porém este ainda está aqui, intacto! Talvez pelo fato de eu não tê-lo divulgado, principalmente para as pessoas que eu conheço. Não sei o porquê, acredito que não entenderiam as minhas palavras, e o fato é que nem sempre o que escrevo é o que sinto, são palavras que eu gostaria de estar sentindo, momentos que eu gostaria de estar vivendo ou talvez já passei há um bom tempo. Pode ser também que eu tenha escrito de alguma história que ouvi falar. Mas é certeza que vão me julgar pelas palavras que escrevo, vão me criticar por me expor assim e não vão entender que tenho necessidade da palavra, do texto, da escrita. É ficção que na maioria das vezes uso personagens da minha vida real para banalizar. É importante que tenha sempre um ‘ele’ pra contar história, pra fingir um sofrimento, pra dizer que ama, sem mesmo sentir. E ‘eles’ existe de monte por aí. Eu sou assim mesmo, não quero viver escondendo, transparência é de suma importância na vida de alguém. Se alguma coisa me aflige, se alguma coisa me irrita, se alguma coisa me incomoda, eu venho aqui escrevo e pronto. Se criei fantasias, estórias, eu escrevo e isso me faz mais viva.
JayC

2 comentários:

Karine Rosa. disse...

" É importante que tenha sempre um ‘ele’ pra contar história, pra fingir um sofrimento, pra dizer que ama, sem mesmo sentir. E ‘eles’ existe de monte por aí."

Realmente, o ruim de divulgar o blog para conhecidos é que eles sempre acham que o sofrimento descrito é o sofrimento do momento. Não entendem que podem ser águas passadas.

O importante é que seu blog tá lindo, seempre.

E sobre o Carnaval...eles lá e a gente aqui.

Beijos :*

Lisa disse...

Rá! É assim mesmo, man. Eu tbm estou nessa saga de blogs há um tempo... Nunca conheci pessoas por eles [hehe]. Vc foi a primeira, que eu me lembre. Fico feiz por conhecer uma pessoa tão criativa, com histórias [ou fantasias] tão criativas e empolgantes. Go on, girl, mesmo que eu não entenda o contexto, gosto de saber um pouco mais da desconhecida jay.

Beijo.