terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Ele é assim

No começo é tudo lindo. Ele abre a porta do carro. Ele leva flores, bombons. Ele conquista sua família, seus amigos. Sua mãe agradece a Deus porque ele é o genro que ela sempre pediu. Suas amigas acham ele lindo, o homem perfeito que elas não conseguiram conquistar (morrem de inveja, alias). Seu pai te libera pra chegar mais tarde em casa. Seu irmão vira o melhor cunhado. Sua irmã sonha em conhecer alguém como ele. No começo tudo são flores. Tudo é lindo como o azul do céu, como a rosa vermelha é sexy e como guarda-roupa branco é luxo.
Os primeiros meses, o ciúmes é lindo, pois demonstra que ele gosta de você. As brigas são resolvidas numa boa, sono é compreendido, tem dinheiro pra ir no barzinho final de semana. Continua levando bombons, flores (até pra sua mãe), continua abrindo a porta do carro, fazendo charme. Ele vai bloquear todos do bate-papo e só deixar você, e você vai se sentir importante, sem outras intenções. Ele vai apagar a lista com telefones das 'amigas' do celular porque agora ele tem você. E você também vai se sentir importante e sortuda.
Mas tarde, começa o ciúme da Internet. A cobrança de atenção. Começa a deixar de sair com os amigos pra você não fazer o mesmo. Já não tem dinheiro pro barzinho, mas pra lanchonete. Volta cedo pra casa. O sono é motivo de desconfiança. Você está sempre escondendo alguma coisa. As perguntas sobre seu dia são irônicas e desconfiadas. Ele passa o dia offline na internet pra saber se você vai se conectar e contar pra ele na pergunta sobre seu dia. Ele vai te levar no cursinho e voltar na sua casa pra mexer em suas coisas. Ele vai sempre colocar a culpa no ciúmes. Ele vai sempre colocar a culpa em você. Ele vai sempre se fazer de vítima. Ele vai sempre terminar com você, com desculpa dele não servir pra você, do ciúmes dele estar prejudicando aos dois, de você merecer algo melhor. Ele vai sempre terminar a hora que você não estiver mais servindo pra ele, a hora que os amigos dele estarem solteiros. Ele vai terminar com você e vai lotar o site de relacionamento dele de mulheres, mulheres essas que vão pensar que ele é um príncipe, assim como você pensou um dia. E ele vai ligar pra todas as biscates da listinha no papel que ele fez pra tirar do celular. Ele vai desbloquear todos do bate-papo pra voltar a vida social. Ele vai chamar suas amigas pro tereré, pro churrasco na casa dele, pro aniversário dele. Ele vai continuar sendo gentil pra você não deixar de gostar dele. Ele vai se fazer de culpado por você sofrer pela ausência dele (mais vai adorar saber que você sente). Ele vai achar que pode ser seu amigo. Ele vai ficar com qualquer uma desde que você conheça. Ele vai continuar sendo amigo do seu irmão. Ele vai continuar indo ver seus pais. Ele vai continuar se fazendo de vítima.
E quando a poeira baixar, ele vai demonstrar que você era a mulher da vida dele, vai continuar mantendo contato com sua família, amigas, amigos, irmão. Ele vai fazer questão que sua mãe conheça a mãe dele. Ele vai te elogiar no bate-papo. Vai mentir no bate-papo. Vai fuçar sua pagina de relacionamento. Ele vai fazer com que tudo o que você sentia, volte. E quando isso acontecer, ele vai procurar outra mulher pra fazer tudo isso que ele fez com você. Porque ele é assim. E você vai aprender que ele não é um príncipe. E suas amigas vão querer casar com o Sherek, mas não vão querer ver ele do seu lado. E você vai suspirar aliviada por saber que agora é outra que ele está fazendo de trouxa apaixonada achando que vai casar com ele. E você vai ver ele fazendo tudo o que fez com você, com ela. Porque ele é assim.
Jay C

3 comentários:

Karine Rosa. disse...

Você escreve muito bem. Adorei seu blog. Vou acompanhar sempre agora.

Beeijos

Lisa disse...

Rá! Post muito bem formulado, man. Todos os estágios certinhos, no momento que acaba um começa outro e assim vai... O bom [ou ruim] é que com o tempo vc aprende, vai ficando calejada, e quando chega o homem certo, diferente do tal aí, vc vai estar tão fria que não vai saber de onde tirar sentimento, que vc não vai mais ter :s Nossa, que triste isso hahahahaha
Enfim, de onde te conheço? Acompanho seu blog desde já! beijos.

Alex César. disse...

Cara, fiquei até com vergonha das paradas que eu rabisco, rs.

Parabéns mesmo, Jay.





[e a imagem do teu blog também é linda]